Princesa Diana fez um aborto secreto que a deixou traumatizada

A Princesa Diana teve um aborto depois de engravidar de um amante, antes de se divorciar do Príncipe Charles, conforme uma amiga sua revelou no livro The Real Diana, escrito por Lady Colin Campbell.

Campbell conta que a Princesa Diana, apesar de ter se assustado ao descobrir que estava grávida em 1994, queria o bebê e comentou com amigos: “E se for uma menina?”.

Porém, por medo do escândalo que causaria para a família real britânica, a princesa aborta.

Campbell não menciona o nome do pai do bebê abortado, entretanto, há provas e documentos que mostram que na época da gravidez, Diana mantinha um relacionamento extraconjugal de quatro anos com o vendedor de obras de arte Oliver Hoare.

Pressão para o aborto

No livro, Lady Colin traz o relato de várias pessoas próximas a princesa que revelam como foi esse episódio dramático e triste de sua vida.

Uma delas, disse que Diana queria o bebê.

“Ela queria o bebê. Ela disse: ‘Pode ser uma menina’, mas estava angustiada por o que ela sabia que tinha que fazer. Ela não podia ter um bebê ilegítimo. Ela não podia fazer isso com William e Harry. O escândalo seria grande demais.”

Síndrome Pós-Aborto

De acordo com o livro, depois que Diana se recuperou do aborto, passou a sofrer ansiedade.

Dra. Teresa Burke, psicóloga fundadora do Projeto Raquel, em uma de suas palestras sobre a Síndrome Pós-aborto comenta os sintomas que a Princesa Diana passou a sofrer depois do aborto:

Ela sempre quis uma menininha, mas achava que o Palácio de Buckingham não poderia suportar o escândalo. Então a pobre Diana aborta e depois disso perde a cabeça.

Ela começou sair [do palácio vestindo só] com um casaco de pele, completamente nua por baixo, usando salto alto e brincos de diamante. E, tropeçando pela beira da estrada, encontravam ela e ela nem sabia onde estava.

Ela se encontrava no que chamamos de Estado Dissociativo, onde você está tão traumatizado que não consegue pensar. (…)

Outra coisa interessante sobre ela é que ela fez várias viagens para ver Madre Teresa, e acredito que ela ia se encontrar com essa grande líder espiritual para tentar se reconciliar com Deus e ela mesma.

Você se lembra de causa humanitária dela? Qual era? Minas terrestres: impedir que crianças fossem partidas em pedaços, rasgadas pela explosão.

Então, em uma reparação traumática, tudo isso está correlacionado. Você vê ela em volta de crianças, em volta de bebês e é assim que sabemos que isso está ligado ao aborto e podemos praticamente ligar os pontos de todos os sintomas quando você investiga isso.

(…)

Lembram do problema que a Princesa Diana passou a ter?

Desordem alimentar. Bulimia. Ela queria que todos soubessem que ela não era a sua princesa perfeita, mas ela nunca revelou seu aborto.

Com informações: Daily Mail, NY Daily News e Rachel’s Vineyard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.