A menor bebê da Grã-Bretanha, que médicos disseram para abortar, agora é uma adolescente saudável

Aaliyah Hart recebeu 1% de chance de sobrevivência quando nasceu. Agora ela é uma adolescente normal e saudável.

Ela nasceu prematura em 2003, pesando apenas 340 gramas e medindo 18 centímetros; por isso foi considerada a menor bebê já nascida na Grã-Bretanha.

Por ser tão pequena, médicos advertiram que provavelmente ela morreria porque os pulmões não estavam suficientemente desenvolvidos e lhe davam apenas 1% de chance de sobrevivência.

A mãe foi aconselhada a abortar

Sua mãe Lorraine teve uma gravidez difícil.

“Tive muitos problemas durante a gravidez, o líquido amniótico foi lentamente diminuindo e os médicos me aconselharam a fazer um aborto”. Entretanto, ela diz que “estava determinado a continuar a gravidez”.

Ao nascer, Aaliyah foi colocada diretamente na máquina de suporte de vida e Lorraine foi avisada que a menina poderia não sobreviver mais do que uma noite.

No entanto, Aaliyah surpreendeu os médicos – dia após dia – e hoje ela tem 14 anos!

Embora seja considerada pequena para sua idade, ela é perfeitamente saudável.

“Ela é um milagre”

Aaliyah-Hart-2Quando nasceu, Aaliyah era tão pequena que os voluntários fizeram roupas menores especialmente para ela.

“Nunca fui consciente do rebuliço que causei quando nasci e isso nunca me afetou”, diz ela. “Foi um choque quando vi as roupas que usei como bebê, elas parecem ser pequenas o suficiente para vestir uma boneca”.

Hoje, a adolescente está estudando e sonha em ser atriz.

“Nós nunca pensamos que ela chegaria até aqui”, celebrou sua mãe, Lorraine. “Ela é um bebê milagre”, concluiu.

 

Com informações: Live Action e Metro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.